o que é BI e para que serve

o que é BI, Business Intelligence

O primeiro entendimento importante é não confundir o que é BI com sendo uma ferramenta. Business Intelligence não é ferramenta e sim um processo. Muitos acabam se confundindo neste ponto.

Então o que é BI de fato?

Business Intelligence (BI) é um processo, baseado em tecnologia, que compreende um conjunto de técnicas e ferramentas utilizadas para a organização de dados, análise e apresentação de informações úteis ao processo de tomada de decisões de empresas, executivos, gerentes e usuários finais.

Este processo compreende a coleta de dados, organização e transformação, análise das informações geradas e finalmente a apresentação por meio de relatórios, dashboards e painéis para que se possa chegar a conclusões valiosas e finalmente tomar decisões que direcionem o negócio ao melhor caminho.

O Business Intelligence vem se popularizando muito nos últimos anos. Cada vez mais empresas e profissionais buscam conhecer mais os conceitos e aplicações. Num mundo em que a quantidade de dados vem crescendo exponencialmente dominar esta técnica de análise e entender o que é BI está se tornando uma questão de sobrevivência para as empresas. Não deixa de ser também uma grande oportunidade para profissionais se posicionarem neste campo de atuação.

 

Qual a aplicação prática do BI? Como usar?

Entender o que é BI ajuda a gestores a mudar e/ou consolidar um mindset orientado a decisões a partir de dados e evidências.

O BI serve para ajudar no processo de tomada de decisão. Com ele o gestor tem muito mais subsídios para tomar a melhor decisão sobre seu negócio. As decisões são feitas com mais certeza e tranquilidade suportado por dados que realmente contribuam no processo.

O objetivo final é criar um relatório ou dashboard que reúnam os principais indicadores. A partir deste painel a gerência consegue, em questão de minutos ou até segundos, entender cenários e tomar a melhor decisão. Dá para se ter também insights de novas ideias e posicionamento para o negócio.

O analista de BI ou profissional responsável por gerar estes painéis deve ter isto em mente. Deve construir relatórios que permitam esta velocidade na decisão. Este é o principal objetivo para este tipo de profissional.

O analista ou consultor de BI que consegue gerar dashboards que proporcione ao tomador de decisões chegar a conclusões em questões de minutos ou segundos acabam se tornando os melhores em suas áreas.

É importante, após uma tomada de decisão, manter um trabalho de monitoramento dos indicadores. Pois somente este monitoramento feito por um especialista garante que foi feita e melhor decisão. Durante este acompanhamento é que poderão ser feitos ajustes e redirecionamento de estratégias se necessários.

Os cenários mudam, os comportamentos mudam. Primeiro se utiliza as informações do passado para tomar a melhor decisão para o futuro. Após esta decisão, com a estratégia aplicada, o monitoramento é fundamental para o sucesso da ação. Se os resultados não estão sendo alcançados o especialista de BI sinaliza através de painéis de acompanhamento e assim a reação e ajuste é feita em tempo.

 

Ferramentas de Business Intelligence

O Business Intelligence faz uso de um vasto número de softwares de análise de dados. Incluem nesta lista ferramentas de BI Open Source (Pentaho, por exemplo), OLAP (online analytical processing), aplicações tradicionais de mercado, mas com necessidade de ter desenvolvedor dedicado (QlikView, IBM Cognos, por exemplo), aplicações de Self-Service BI (Power BI, Tableau, QlikSense, por exemplo), aplicações em nuvem e BI software as a service (apps de celulares com esta finalidade) entre outros.

Temos as ferramentas que trabalham no background, extraindo, organizando e transformando os dados, chamadas de ferramentas de ETL. Há também as ferramentas de front, que são os construtores de dashboards e painéis visuais de indicadores. As ferramentas top de mercado já combinam estas funcionalidades no mesmo software.

A Gartner Consulting faz anualmente um comparativo entre as opções de ferramentas disponíveis no mercado, chamado de quadrante mágico do Business Intelligence. Por lá é possível saber quais as aplicações que estão no topo no momento.

As ferramentas mais populares atualmente são o Power BI da Microsoft, Tableau e QlikSense. Estas são as que se revezam nas primeiras posições do comparativo citado acima.

Recomendamos, justamente por ser gratuita e altamente integrada, o Power BI da Microsoft.

Leia 28 razões aqui.

A parte de integração do Power BI é excelente com Gateways e integradores nativos. Tem uma parte visual de relatórios muito intuitiva, tem aplicação para celular permitindo levar os relatórios para qualquer lugar.

Comece aprendendo pelo nosso e-book para iniciantes, clique no link abaixo e baixe totalmente gratuito.

Guia SMART para Iniciantes em Power BI

Aproveite a oportunidade de aprender um pouco mais de Power BI clicando aqui!

Se você quer ser um analista de BI, além de ter mente em ser forte no conceito do que é BI, concentre-se em aprender estas 3 ferramentas. Principalmente foque no Power BI pela facilidade e resultados poderosos.

 

Mercado de trabalho – Analista de Business Intelligence

Se você gostou do que leu acima e quer se aprofundar nesta área, abaixo falamos um pouco sobre esta profissão e especialidade. Entenda nas linhas que seguem mais sobre o que é o Analista de Business Inteligence ou Especialista em Business Intelligence.

O analista de BI, em linhas gerais é um profissional que controla e analisa os principais indicadores e metas de um negócio. Em um ambiente de muitos dados, que é o ambiente que vivemos atualmente, é imprescindível a qualquer empresa ter profissionais capazes de extrair, tratar, carregar dados e a partir deste processo criar relatórios e dashboards que traduzam o desempenho da empresa e das áreas dentro desta empresa.

As principais características deste profissional, além de entender o que é BI, são organização e atenção. Além do perfil analítico é preciso disciplina e planejamento para garimpar as melhores informações e compreender o que elas dizem. Raciocínio lógico, visão estratégica do mercado e capacidade de gerenciar e resolver problemas também ajudam para um bom desenvolvimento das tarefas relacionadas à função.

É uma área que cada vez mais ganha força. Segundo o IDG Enterprise 78% das empresas concordam que a coleta e análise de dados tem potencial de mudar a maneira com que fazem negócio. Mas estas empresas ainda não contam com todos os profissionais qualificados para ajuda-las na mudança.  Está aí a grande oportunidade de mercado para quem deseje entrar neste mundo. Não é necessária nenhuma formação específica, não é necessário vir do mundo de TI. Entender o que é BI é o começo. Se você fizer uma busca em sites de emprego encontrará diversas vagas em aberto. Os salários para iniciantes e pessoas com alguma experiência está em torno de R$ 2.000 à R$ 5.000. Analistas Sêniores podem ganhar até R$ 10.000.

Está esperando o que, agora você já sabe o que é BI, parta para o próximo passo.

É uma excelente opção de carreira, pois a era da informação está apenas começando.

Compartilhe este conteúdo nas suas redes sociais (utilize os botões abaixo) e ajude seus colegas a compreender melhor sobre o assunto. Ajude-nos também a espalhar bons conteúdos sobre o Power BI.

Tem dúvidas? Nos pergunte! Utilize a sessão de comentários deste artigo logo abaixo.

Até a próxima!

Compartilhe