Posts

Sabia que podemos ordenar de forma customizada linhas e colunas no Power BI? Desse modo você poderá personalizar a ordem que as dimensões que serão exibidas nos gráficos e tabelas! Para não depender apenas da ordenação dos máximos ou mínimos de uma medida ou da posição de uma letra na ordem alfabética.

Neste artigo, iremos lhe mostrar alguns modos práticos para realizar esta tarefa!

Criando tabelas auxiliares para as medidas

Para ordenar de forma customizada linhas e colunas , começamos construindo tabelas auxiliares. Podemos seguir de quatro maneiras simples :

  • Criação de uma tabela auxiliar no excel com uma coluna com o nome (ou código do produto) e outra coluna com a posição que o produto deve aparecer;

Tabela excel - Ordenar valores de forma customizada

 

  • Adição de uma Coluna Condicional, relacionando uma expressão específica a um número. Os números devem estar relacionado com a ordem que você quer customizar a exibição das linhas e colunas . Para uma abordagem mais completa sobre Coluna Condicional veja o artigo Como criar coluna condicional no power-bi.

Ordenar coluna condicional

 

  • Adição de uma coluna de índice caso a ordem da coluna produto já estiver na ordem de exibição.

Tabela com índice

 

  1. Selecione a coluna de Data ->  Adicionar Coluna -> Data -> Mês -> Mês)

Tabela Calendario

 

  1. 2-  Posteriormente, através desta mesma funcionalidade, você pode adicionar o ano, nome do mês, o trimestre, o dia e etc

Tabela Calendario 2

Não se esqueça de NOMEAR AS COLUNAS e CLASSIFICAR AS COLUNAS DE ACORDO COM O TIPO DE DADO CORRETAMENTE!

 

Em seguida, faça as conexões entre as tabelas dimensão e tabela fato.

Conexoes

 

 

Ordenar de forma customizada linhas e colunas

Após passar por esse processo de transformação, você está pronto para modificar seus visuais.

Selecione a dimensão escolhida para utilizar no gráfico ou tabela. Por fim, após selecionar a dimensão, uma aba chamada “Ferramenta de Coluna” será habilitada e em seguida clique em:

  1. Selecione a coluna/dimensão a ser ordenada -> Ferramenta de coluna -> Classificar por coluna  -> Selecione a coluna com a ordem numérica

Ordenando Colunas

 

Pronto! Note que a cada classificação de coluna, as medidas irão retornar, no gráfico ou trabela,  com a ordem designada! Desse modo, você conseguirá customizar a visualização de seus produtos/dados de acordo com sua importância.

Ordendanto tabelas e graficos

E aí, foi fácil de ordenar de forma customizada linhas e colunas no Power BI?

Caso não entenda algum ponto dele entre em contato conosco pelos comentários abaixo ou pelo nosso e-mail falecom@uaismart.com.

Compartilhe!

Ao construir um dashboard no Power BI, em alguns casos é necessário ocultar dados confidenciais, como informações pessoais. Um usuário comum de um dashboard não deveria, por exemplo, exportar toda a tabela de funcionários, que contém informações de contato, datas de nascimento e endereço residencial. Esse tipo de informação sensível deveria estar disponível apenas para aqueles que possuem autorização para tal.

É por isso que muitos usuários e participantes dos nossos treinamentos buscam saber se é possível desabilitar a opção “Exportar dados” no Power BI Service. Sim, essa opção está disponível e é extremamente simples. Neste artigo, mostraremos como você pode fazer isso.

Etapas para desativar dados de exportação no Power BI:

1) Clique no botão Configurações do relatório

2) Escolha a opção “Nenhum” no menu Exportar Dados.

E é só isso! Apesar de ser bem simples, muitos usuários nos perguntam sobre essa possibilidade! Lembrando que a exportação de dados é crucial para um fluxo de trabalho dinâmico, mas às vezes é necessário bloquear determinadas informações.

Felizmente, o Power BI nos possibilita ter um controle maior sobre como nossos relatórios serão utilizados!

Você achou nossos métodos úteis? Tem alguma outra maneira para desativar a exportação de dados no Power BI? Deixe-nos saber na seção de comentários abaixo.

Se você quer aprender, de forma simples, como criar gráfico de Pareto no Power BI, leia o passo a passo abaixo. Esse gráfico importantíssimo para Análise de Dados em geral, será muito útil se você souber usá-lo! Vai ver que é bem simples e fácil seguindo o que ensinamos neste artigo.

Se quiser aprender ainda mais sobre Power BI clique abaixo e baixe nosso guia para iniciantes contemplando boa parte das noções para já sair criando seus relatórios nesta poderosa ferramenta.

Guia SMART para Iniciantes em Power BI

Aproveite a oportunidade de aprender um pouco mais de Power BI clicando aqui!

Em um gráfico de Pareto, a informação principal é mostrada em uma barra e uma escala cumulativa é mostrada em uma linha para comparar todas as barras. Esse gráfico pode ser muito útil ao analisar causas de falha em um processo, composição de portfólio, ou até mesmo analisar uma demonstração de resultados.

Para ilustrar o que estamos falando, veja abaixo um gráfico de Pareto que fizemos no Power BI. No eixo esquerdo temos as vendas e no eixo direito temos o percentual acumulado de todas as vendas. Uma análise possível com esses dados é que as primeiras quatro barras totalizam aproximadamente 80% de todas as vendas.

criar gráfico de pareto 1

Ok! Agora que entendemos como utilizar, vamos aprender a como criar gráfico de pareto no Power BI!

Primeiro de tudo, abra o Power BI Desktop, clique em Obter Dados, e importe a planilha que utilizaremos nesse exemplo. Para fazer o download, basta clicar aqui.

Como criar Gráfico de Pareto no Power BI

criar gráfico de pareto 2

Após selecionar o arquivo, selecione a tabela fVendas e clique em Carregar.

criar gráfico de pareto 3

Como o nosso arquivo tem mais de um registro para o mesmo produto, teremos que sumarizar (resumir) o arquivo em uma outra tabela. Nosso arquivo modelo está estruturado assim, pois acreditamos que a maioria dos usuários utilizam bases de dados que possuem vários registros com o mesmo nome. Assim, conseguimos já resolver esses dois problemas de uma vez só!

Para criar essa nova tabela com os dados resumidos, é bem simples! Basta abrir a aba “Modelação” (ou Modelagem) e clicar em “Nova tabela”. Note que aparecerá uma barra de fórmulas para você informar o que estará incluso nessa nova tabela. Para isso, vamos inserir a expressão DAX abaixo. (DAX é a linguagem para fórmulas no Power BI. Clique aqui para aprender mais ou baixe nosso e-book gratuito!)

Resumo = SUMMARIZE(fVendas;fVendas[Produto];"Total de Produtos";SUM(fVendas[Quantidade]))

Explicando: Aqui estamos sumarizando (resumindo) a tabela fVendas e usando a coluna “Produto” para ser nosso valor único. Além disso, vamos resumir os Produtos pela somatória da quantidade vendida e dar o nome a essa nova coluna de “Total de Produtos”.

Ficará assim, então:

criar gráfico de pareto 4

Com a tabela “Resumo” criada, estamos prontos para criar as medidas que vão nos ajudar a construir o gráfico!

Clique com o botão direito na tabela “Resumo” e crie uma nova coluna.

criar gráfico de pareto 5

Insira a seguinte expressão DAX na barra de fórmulas:

Ranking = RANKX(Resumo;Resumo[Total de Produtos])

Essa fórmula cria um Ranking que nos ajudará a calcular os valores cumulativamente.

criar gráfico de pareto 6

Agora, adicione uma Nova Medida para o “Total Cumulativo”. Basta clicar com o botão direito e selecionar “Nova Medida”. Insira a seguinte expressão DAX:

Total Cumulativo = CALCULATE(SUM(Resumo[Total de Produtos]);FILTER(ALLSELECTED(Resumo);
Resumo[Ranking] <= MAX(Resumo[Ranking])))

criar gráfico de pareto 7

Repita o processo de adicionar medida para criar as “Vendas Totais”:

Vendas Totais = CALCULATE(SUM(Resumo[Total de Produtos]);ALLSELECTED(Resumo))

Para a última medida, repita o processo de adicionar outra medida e insira a seguinte expressão DAX:

Percentual Cumulativo = [Total Cumulativo]/[Vendas Totais]

Como o Percentual Cumulativo é um percentual, temos que modelar essa medida como tal. Para isso, selecione a medida, clique na aba “Modelação (ou Modelagem)” e no Formato, selecione “Percentagem (ou Percentual)”.

criar gráfico de pareto 8

Com as medidas criadas, agora é só inserir o gráfico no Painel. Para isso, Crie um gráfico de Colunas e Linhas e adicione os seguintes campos: Produto, Total de Produtos e Percentual Cumulativo.

criar gráfico de pareto 9

Por fim, clique no canto superior direito do gráfico e selecione “Ordenar Por Total de Produtos”.

criar gráfico de pareto 10

Isso altera a ordem dos produtos e pronto! Você montou um gráfico de Pareto no Power BI!

criar gráfico de pareto 11

Conseguiu aprender como criar gráfico de pareto no Power BI? Quer conferir se está tudo certo ou ficou com alguma dúvida? Baixe o nosso arquivo modelo e veja todo o tutorial na prática.

Gostou do tutorial? Compartilhe com seus colegas usando os botões de compartilhamento em redes sociais abaixo! Não se esqueça de comentar esse post e nos contar o que está achando do conteúdo ou mesmo uma dúvida que tenha!

Até a próxima!

Economize tempo aprendendo a importar arquivos de uma pasta no Power BI de uma única vez. O Power BI aceita arquivos CSV (neste exemplo tratamos este tipo), XLS e XLSX (que são do excel), TXT entre outros. Transforme uma atividade lenta e maçante em algo feito de uma vez só, sem repetições. Neste artigo você aprenderá a fazer isso de forma fácil e objetiva.

Importar arquivos de uma pasta no Power BI Desktop-0

Em programas de BI tradicionais, para gerenciar vários arquivos sequenciais é necessário copiar e colar os dados em um único arquivo. Depois disso, transformar e modelar todos os dados só pra conseguir criar um simples gráfico de coluna. Esse processo é lento e maçante.

No Power BI é possível importar um grupo de arquivos de uma pasta de forma muito simples, economizando tempo na importação dos seus dados, assim sobra mais tempo para analisar e focar no trabalho que vai gerar mais valor para você e sua empresa.

Vamos utilizar um exemplo prático para solucionarmos esse problema.

O primeiro passo para importar arquivos de uma pasta no Power BI é ter uma pasta com os arquivos. No caso serão arquivos CSV a serem importados. Se você não possui nenhum, clique aqui e baixe a pasta zipada de exemplo. Após fazer o download, extraia a pasta na sua Área de Trabalho.

Com o Power BI Desktop aberto, clicamos em Obter Dados e selecionamos a opção Pasta na lista de opções Tudo.

Importar arquivos de uma pasta no Power BI Desktop-1

 

Ao clicar em Conectar no canto inferior da tela, uma janela aparecerá e nela selecionaremos o caminho da pasta.

Importar arquivos de uma pasta no Power BI Desktop-2

 

Após informar o caminho em que a pasta se encontra, basta clicar Ok.

A próxima janela mostra quais arquivos o Power BI conseguiu enxergar dentro da pasta selecionada. Nessa etapa, a maneira mais direta de importar a pasta é clicando em Combinar e depois em Combinar e Carregar.

Importar arquivos de uma pasta no Power BI Desktop-3

Na janela Combinar Ficheiros basta selecionar a Tabela padrão (no caso abaixo “Tabela1”) e clicar em Ok, conforme imagem abaixo.

Importar arquivos de uma pasta no Power BI Desktop-4

 

Pronto! Viu como é simples importar arquivos de uma pasta no Power BI? Seus arquivos foram unificados em uma tabela só e estão prontos para serem transformados em insights!

Observe que foi criada uma coluna “Source.Name” para indicar à qual arquivo aquela informação pertence. Se não houver a necessidade de identificar o nome do arquivo, basta excluir essa coluna.

“Mas e se eu precisar incluir mais arquivos na pasta? Vou ter que fazer tudo de novo?”

Claro que não! Estamos falando de Power BI!

Caso você insira novos arquivos na pasta, basta clicar no botão “Atualizar” no Power BI que a própria ferramenta vai fazer o trabalho duro de consultar a pasta e incluir as novas informações na tabela principal. Muito mais prático, não é mesmo?

Agora que a tabela está importada, podemos criar relatórios e visualizações!

Está em dúvidas se o Power BI é bom mesmo? Leia este artigo e veja que ele é o futuro, tem uma infinidade de outras funcionalidades que falamos em vários posts.

Gostou da dica? Agora ficou fácil importar arquivos de uma pasta no Power BI!

Quer mais facilidade ainda? Veja este passo a passo em vídeo! Clique no link e assista o vídeo Como importar todos os arquivos de uma pasta no Power BI.

 

 

Guia SMART para Iniciantes em Power BI

Aproveite a oportunidade de aprender um pouco mais de Power BI clicando aqui!

 

Se tiver qualquer dúvida, comente nesse post para enriquecermos nossa base de conhecimento! E não se esqueça de compartilhar com seus colegas!

Até a próxima!

o que é Power BI

 

Mesmo com tantas novas tecnologias surgindo a todo momento, as soluções voltadas para negócios sempre estarão presentes no nosso dia a dia.

Precisamos saber como nossas empresas estão, como nossos clientes se sentem, quanto estamos vendendo e comprando, qual é o produto que dá mais retorno, dentre outras centenas de métricas que nos mostram a performance do negócio.

Tudo isso nos leva a uma questão recorrente: Como apresentar essa informação?

É aí que ferramentas de Business Intelligence (BI) entram! Elas servem para nos deixar fazer as perguntas e obter as respostas, explorando a infinidade de dados armazenados nos sistemas das empresas.

 

A ferramenta da Microsoft mais capaz disso é o Power BI. Mas o que é Power BI?

 

Afinal, o Power BI começou como sendo um conjunto de ferramentas extras dentro do Excel, pegando dados de tabelas e ajudando o usuário a filtrar e trabalhar esses dados antes de torná-los em gráficos úteis.

Aos poucos, o Power BI foi tornando-se um serviço amplamente difundido na web e uma aplicação para os computadores de qualquer empresa. Além disso, consolidou-se como uma ferramenta única de análise de dados, mantendo boa parte da familiaridade do Excel com diversas melhorias próprias.

O Power BI conta ainda com recursos que se apoiam no Machine Learning para identificar dados interessantes, guiar visualização de tendências e ainda apontar desvios nos seus dados.

 

Power BI une soluções em desktop com cloud

 

Power BI é uma mistura interessante entre SaaS (Software-as-a-service) e um software para desktops. Com isso, você pode usar a versão Desktop para explorar seus dados e construir relatórios, mas é a combinação com os serviços em nuvem que mais agregam valor.

É melhor pensar a versão Desktop do Power BI como uma maneira de obter insights iniciais, onde você descobre as perguntas certas a serem feitas. Você pode transformar o relatório resultante em um painel na nuvem com monitoramento em tempo real, promovendo indicadores, tendências e insights quase instantâneos.

Um dos recursos mais úteis do Power BI é a quantidade de fonte de dados que se pode utilizar: desde base de dados tradicionais (SQL, Access…), planilhas CSV e XLS, serviços SaaS modernos como Zendesk, Github e plataformas como Facebook, Mailchimp e Azure.

Com os dados de negócios em lugares tão distintos fica difícil saber o que é relevante, então é uma ótima opção poder consultar o maior número de fonte de dados possível. Você pode até mesmo conectar o Power BI com a linguagem estatística R, usando-a para apresentar informação estatística complexa em uma variedade de gráficos.

No Power BI, você pode também usar dados públicos misturados com sua própria informação, ao fazer isso você coloca suas informações de negócio em um contexto mais amplo. Se as vendas estão diminuindo, é por que o seu time de não está fazendo um bom trabalho, ou é uma queda geral no seu setor de atuação? E se for uma queda no setor, você está melhor que o esperado ou pior?
Quanto mais informação você tiver, melhor decisões você tomará.

 

Linguagem de consulta do Power BI para transformação

 

Criar consultas em dados e transformá-los é muito fácil no Power BI, pois ele foi desenhado para extrair e transformar dados de diferentes fontes, criando novas tabelas para seus relatórios.
A começar pelo visual dos seus dados brutos parecido com tabelas do Excel, você pode usar as ferramentas de consulta para construir uma série de etapas para transformá-los, adicionando colunas e alterando tipo de dados usando fórmulas.

As próprias ferramentas de edição visual do Power Bi simplificam os seus dados, removendo colunas desnecessárias, alterando nomes, adicionando novas informações, etc.

Dados de outras fontes podem ser mesclados com a sua consulta atual, somando informações adicionais quando necessário. Outras ferramentas dinamizam os dados em tabelas adicionando colunas baseadas em cálculos.

Compartilhar os relatórios é tão importante quanto construí-los e o Power BI te possibilita fazer isso de diversas maneiras. Uma das mais úteis é a possibilidade de construir e publicar na web, mostrando KPIs e visualizações de cada indicador.
Uma versão futura do Power Bi adicionará ferramentas que mapeiam diagramas do Microsoft Visio, para que seja possível mostrar a performance de um fluxo ou de uma rede, personalizando conforme a necessidade.

 

Customizando as visualizações do Power BI

 

Você não está limitado aos gráficos e visualizações embutidos no Power BI. Você pode criar os seus próprios. Por exemplo, você está usando o Power Bi para mostrar dados de um smart watch. Por que não mostrar os resultados em um diagrama do equipamento que você está monitorando?

O mesmo vale para informações geográficas, afinal, diferentes tipos de mapas permitem diferentes interpretações das informações. Você pode obter ferramentas para criar seus próprios gráficos no Power BI através do GitHub, usando código fonte já existente.

A Microsoft oferece o Power BI em um modelo de inscrição, com acesso a maioria dos seus recursos para quem já tem a licença do Office 365.

Outras versões oferecem novas maneiras de compartilhar os relatórios, incorporando seus dados em aplicativos e compartilhando com um número ilimitado de usuários.

Analistas de negócio experientes e cientistas de dados constroem relatórios interativos, e os usuários utilizam diversos filtros através do drill-down dinâmico direto dos seus celulares e PCs.

Tudo que você precisa é publicar um relatório no Power BI e incorporá-lo em um aplicativo para monitoramento.

 

Quer 28 motivos para começar a usar o Power BI, nós fizemos esta lista e você vai se surpreender quando clicar neste link e ler.

Este é só o primeiro de muitos artigos neste site, trataremos tudo sobre Power BI aqui em diversos artigos, vídeos, guias, tutoriais, e-books, infográficos e em breve Cursos gratuitos e pagos. Esperamos que você tenha compreendido um pouco mais sobre o que é Power BI.

 

Contribua conosco, digite um comentário abaixo nos sugerindo assuntos que você gostaria de ver tratado aqui. As dúvidas ainda são muitas para os usuários iniciantes, intermediários e avançados e queremos contribuir de forma relevante com a comunidade Power BI no Brasil, participe conosco.